16 março 2007

A Arte do Pensamento


Com muito tempo disponível nesta fase, tenho aproveitado para exercer uma arte que a maioria das pessoas, devido à vida agitada e por vicio instaurado tende a colocar de parte, a arte do pensamento...
Hoje terminei um livro que exactamente nos estimula ao pensamento... todo ele, desde o da emoção, dos sentimentos, das relações, da religiosidade e até da própria existência… Leva-nos a questionar mais uma vez, o que somos, o que aqui fazemos e para onde vamos!
É um livro que nos coloca perante o nosso ser interior e nos confronta de forma quase “brutal” com as nossas realidades!
Aprendemos que os momentos, todos eles têm uma importância única nas nossas vidas e que nunca nos devemos abandonar ao acaso do destino… É necessário criarmos as nossas próprias defesas para nunca termos medo da solidão e vivermos a nossa vida cheia de Liberdade e Amor!
Depender dos outros para um sorriso é quase como a castração à nascença! Precisamos dos outros sim, mas para uma partilha de experiências, para o carinho e conforto nos maus momentos, mas não precisamos deles para respirar ou pensar…
Questionar sobre a amizade é algo complicado, a nossa verdade actual é diferente do passado, as pessoas estão demasiado ocupadas com a sua vida pessoal, que quase não têm tempo para elas quanto mais para os amigos… As vidas estão plenas de aborrecimentos e contrariedades, não vale a pena ouvirmos mais queixas quando já tenho as minhas para me saturar a mente!
A capacidade de ouvir está em escassez, todos queremos falar e há muito poucos para ouvir… Por isso sei que as amizades só funcionaram quando deixarmos de ter expectativas uns com os outros e apreciarmos tudo o que o outro oferecer sem compaixões!
Será uma das maiores evoluções do ser Humano, aprender a amar Incondicionalmente…

Fonte: Ipsissimuss

1 comentário:

MissangaAzul disse...

Obrigada pelas palavras que me escreveste no meu blog... tocaram-me muito, principalmente vindo de uma pessoa que eu nem sonhava que lia o meu blog.
Obrigada pela tua preocupação, fizeste-me sorrir, num dia não particularmente feliz.
Obrigada e volta sempre.
:)